ufsj_logo_topo   ufsj_logo_topo   cefet_logo_topo

Matrícula 2/2016

 MATRÍCULA - 2º SEMESTRE DE 2016

 

 

INÍCIO DO PERÍODO LETIVO: 08 DE AGOSTO DE 2016. AS AULAS SERÃO NA SALA 3.34 - PRÉDIO CENTRAL 

       

 
- NOVOS ALUNOS REGULARES: 
 
DIAS: 11 e 12 de julho de 2016 
HORÁRIO: 14:00 às 18:00 horas
LOCAL: Sala 3.15 do prédio do DEPEL (Secretaria do PPGEL).
 
Termo de direitos autorais e cessão da propriedade intelectual (somente alunos regulares que ingressarão em 2016/2)
 
 
- ALUNOS ESPECIAIS (disciplina isolada):
 
DIAS: 14 e 15 de julho de 2016
HORÁRIO: 14:00 às 18:00 horas
LOCAL: Sala 3.15 do prédio do DEPEL (Secretaria do PPGEL).
 
 
 
- ALUNOS REGULARES (veteranos): 
 
DIAS: 26 e 27 de julho de 2016 
HORÁRIO: 14:00 às 18:00 horas
LOCAL: Sala 3.15 do prédio do DEPEL (Secretaria do PPGEL).
 
  
 
OBS.: 1) O INÍCIO DO PERÍODO LETIVO SERÁ NO DIA 08 DE AGOSTO DE 2016.
          2) A MATRÍCULA É PRESENCIAL E PODERÁ SER FEITA PELO(A) ALUNO(A) OU ATRAVÉS DE PROCURAÇÃO.
          3) O REQUERIMENTO DE MATRÍCULA DE ALUNOS REGULARES DEVERÁ ESTAR ASSINADO PELO(A)                             ORIENTADOR(A).
        
 
   
 
 

Defesa de Dissertação de Bernardo Nogueira Giarola

CONVITE À COMUNIDADE

 

A Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica UFSJ/CEFET-MG tem o prazer de convidar toda a comunidade para a sessão pública de apresentação e defesa da dissertação "ANÁLISE DA INFLUÊNCIA DE PARA-RAIOS NAS SOBRETENSÕES ATMOSFÉRICAS POR DESCARGA DIRETA EM LINHAS DE TRANSMISSÃO CONSIDERANDO A VARIAÇÃO DOS PARÂMETROS DO SOLO COM A FREQUÊNCIA". 

 

MESTRANDO: Bernardo Nogueira Giarola

 

BANCA EXAMINADORA:

Prof. Dr. Marco Aurélio de Oliveira Schroeder - UFSJ (Orientador)

Prof. Dr. Fernando Lessa Tofoli - UFSJ 

Prof. Dr. Rafael Silva Alípio - CEFET-MG

Prof. Dr. Wallace do Couto Boaventura - UFMG

 

LOCAL: Sala 3.16 do Prédio do DEPEL, Campus Santo Antônio - UFSJ

DATA: 24 de junho de 2016 - sexta-feira 

HORÁRIO: 14h

 

Resumo do trabalho:  

Os desligamentos não programados em linhas de transmissão ocasionados por descargas atmosféricas respondem por 65% dos índices de desligamento registrados no Brasil, e o para-raios figura como a solução mais prática e econômica para mitigar esse problema. Os efeitos danosos são ainda mais severos em solos de elevada resistividade, como os solos de Minas Gerais. Desse modo, este trabalho procura investigar o desempenho de para-raios na proteção de linhas de transmissão perante a incidência direta de raios, modelados segundo estatísticas das primeiras descargas de retorno descendentes negativas incidentes na Estação do Morro do Cachimbo, empregando simulações computacionais no Alternative Transients Program (ATP). Para tal, considera-se a elevada resistividade do solo numa modelagem de aterramento que comtempla a variação dos parâmetros do solo com a frequência. Avaliam-se, ainda, a severidade da descarga quando da incidência no topo da torre e no meio do vão e a modelagem da cadeia de isoladores por três diferentes topologias. Os resultados mostram que: a incidência da descarga no topo da torre promove sobretensões superiores às originadas quando da incidência no meio do vão; os três modelos de isoladores apresentam resultados coerentes com o surto de corrente aplicado; os para-raios são eficazes na proteção das linhas, atestando sua importância como dispositivo de proteção; a representação do aterramento elétrico por meio de sua impedância impulsiva deve ser utilizada com reservas, uma vez que acarreta em valores de sobretensão muito conservadores.

Palavras-chave: Para-raios. ZnO. Aterramento elétrico. Variação com a frequência. Descargas atmosféricas. Sobretensão atmosférica. Back flashover. Linhas de transmissão. Modelagem eletromagnética. Alternative Transients Program. ATP.